Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 19 de abril de 2017. Atualizado às 16h42.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

varejo

19/04/2017 - 12h41min. Alterada em 19/04 às 12h44min

Walmart e Zaffari lideram setor supermercadista no Estado, mas concentração diminui

Walmart e Zaffari são as duas líderes do setor supermercadista no Rio Grande do Sul

Walmart e Zaffari são as duas líderes do setor supermercadista no Rio Grande do Sul


PATRÍCIA COMUNELLO /Patrícia Comunello/Especial/JC e Moca Est/Divulgação/JC
A Walmart, rede que conta com mais de cem lojas espalhadas pelo Rio Grande do Sul, lidera o ranking do setor supermercadista gaúcho em 2016, registrando um faturamento bruto de mais de R$ 5,55 bilhões. Em segundo lugar está a Companhia Zaffari, com faturamento de R$ 4,98 bilhões e 932 lojas. (Veja a tabela completa abaixo). Ainda assim, o levantamento do setor no Estado, divulgado nesta quarta-feira (19) pela Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), aponta que houve queda na concentração do setor, o que a entidade avalia como um sinal de oportunidade para pequenas e médias empresas.
Juntas, as dez maiores companhias supermercadistas gaúchas somaram um faturamento de R$ 15,1 bilhões, representando 52,6% do total vendido nos caixas dos supermercados gaúchos em 2016 – em 2015, as dez maiores representavam 53,4% do faturamento total. Com relação à empregabilidade, as dez maiores também perderam representatividade: a participação dos 10 primeiros do Ranking na contratação de mão de obra é de 45,1% (contra 45,6% em 2015), com 43,3 mil colaboradores. "É a prova de que que as empresas de médio e pequeno porte apostam nos diferenciais de atendimento para conquistar mercado”, sublinha o presidente da Agas, Antônio Cesa Longo, que revelou os detalhes do Ranking Agas 2016.
O estudo aponta ainda que o setor supermercadista gaúcho mostrou sinais de retomada e voltou a crescer, em 2016, na comparação com o ano anterior. Os supermercados do RS registraram juntos um faturamento bruto de R$ 28,7 bilhões em 2016, um crescimento nominal de 9,7% em relação a 2015. Deflacionado pelo IPCA/IBGE no período, o número mostra um crescimento real de 3,4% para o setor supermercadista gaúcho em 2016.
"Há uma clara readequação dos consumidores ao seu poder de compra, mas o varejo mais uma vez deu mostras de sua agilidade e está completamente alinhado às necessidades do seu cliente. Este entendimento permitiu que o setor crescesse acima da inflação em 2016, apostando em uma gestão eficiente das empresas e com foco no giro dos produtos", explica Longo.
A pesquisa mostra que a participação do setor supermercadista gaúcho no PIB do Estado cresceu nos últimos anos, chegando a 6,9% em 2016. "Os supermercados do RS também expandiram sua participação no faturamento total dos supermercados brasileiros, que foi de R$ 338,7 bilhões em 2016. Com isso, o Rio Grande do Sul já tem 8,4% das vendas do setor no País, consolidando-se como a terceira força nacional no varejo de autosserviço", destaca o dirigente.
Segundo o Ranking Agas, o número de lojas supermercadistas estabelecidas no Estado manteve-se estável nos últimos três anos, mas a mão de obra contratada cresceu cerca de 1%. O Ranking Agas 2016 contou com a participação de 252 empresas de supermercados estabelecidas no Rio Grande do Sul, com faturamentos anuais entre R$ 360 mil e R$ 5,5 bilhões.
Veja o ranking das 10 maiores empresas do setor no RS:
Fonte: Agas
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Daniel Mello 19/04/2017 16h19min
Por que a AGAS não inclui nesse levantamento a rede Carrefour?