Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 06 de abril de 2017. Atualizado às 00h09.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

Urbanismo

Notícia da edição impressa de 06/04/2017. Alterada em 05/04 às 21h19min

Grupo lança associação em defesa do Cais Mauá

Bruna Oliveira
Uma nova tentativa de se discutir a revitalização do Cais Mauá, no Centro Histórico de Porto Alegre, foi viabilizada ontem com o lançamento da Associação Amigos do Cais Mauá de Porto Alegre (Amacais). A entidade pretende ampliar os debates públicos a respeito das intervenções na região, de forma a levar ao conhecimento da população o que representam as alterações no local.
O evento de lançamento reuniu a diretoria e o conselho da Amacais e apresentou os primeiros encaminhamentos da associação. Na presidência da entidade, a jornalista Katia Suman diz que a criação do grupo surge para formalizar uma estratégia de ampliação do debate a respeito das modificações que a área virá a sofrer com as obras. "Vamos trazer especialistas e técnicos da área para falar o que representa ao patrimônio da cidade uma intervenção desastrada daquele lugar", afirmou.
Para defender um projeto adequado ao Cais, o grupo traz como referência o caso do High Line, em Nova Iorque, um local abandonado da cidade revitalizado como parque e que se tornou referência mundial de apropriação do espaço público. Para Katia, aquele "é o lugar mais visitado da metrópole e existe, porque algumas pessoas se mobilizaram e conseguiram agir juridicamente para conseguir promover o local".
A Amacais traz nomes de diversas áreas do conhecimento em sua formação, justamente para promover o debate de diversos pontos de vista. Participam da diretoria executiva, além de Katia Suman, o professor universitário Francisco Marshall, como vice-presidente, e a advogada Jacqueline Custódio, como diretora jurídica. Integram ainda o conselho consultivo da associação nomes como Luís Augusto Fischer e Francisco Milanez, entre outros.
 
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia