Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 05 de abril de 2017. Atualizado às 10h10.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Dólar tem alta pontual com exterior, mas retoma queda com aposta em novos fluxos

O dólar ensaiou uma recuperação das perdas iniciais nesta quarta-feira (5), pressionado pelo fortalecimento externo da moeda norte-americana em reação aos dados melhores que o esperado de criação de empregos no setor privado dos Estados Unidos. O ligeiro ajuste positivo, porém, durou pouco e a moeda voltou a cair frente ao real.

O movimento ocorre em meio à alta de commodities, ofertas de exportadores e expectativas de fluxo financeiro positivo em razão da grande participação de investidores estrangeiros na Oferta Pública Inicial (IPO) da companhia aérea Azul, que deve definir o preço da ação na quinta-feira para começar a ser negociada na sexta-feira.

Às 9h51min, a moeda à vista caía 0,28%, aos R$ 3,0875, ante máxima aos R$ 3,0965 (+0,01%). Antes dos dados norte-americanos, a cotação estava em R$ 3,0870 (-0,30%). Já o dólar para maio caía 0,19%, aos R$ 3,1040 há pouco, após registrar máxima, aos R$ 3,1120 (+0,06%).

Nos EUA, o dólar, os juros dos Treasuries e também as Bolsas em Nova Iorque se fortaleceram, na esteira do documento mostrando abertura de 263 mil empregos privados no mês passado, ante previsão de 188 mil vagas. Esses números elevam expectativas sobre o relatório oficial do mercado de trabalho, que sai na sexta-feira, e amparam as chances de um ciclo de alta mais forte dos juros norte-americanos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia