Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 03 de abril de 2017. Atualizado às 22h41.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

consumo

Notícia da edição impressa de 04/04/2017. Alterada em 03/04 às 22h37min

Diretora do Procon-RS tem o desafio de promover a interiorização

Maria Elizabeth assumiu ontem

Maria Elizabeth assumiu ontem


LUCAS FERREIRA/ASCOM/PROCON/DIVULGAÇÃO/JC
Camila Silva
A advogada e técnica tributária aposentada Maria Elizabeth Pereira foi empossada ontem como titular da diretoria executiva do Procon-RS. Maria Elizabeth, que atuava como assessora especial da Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos (Sdstjdh), tem o desafio de ampliar o atendimento do Procon no interior do Estado. Atualmente, dos 497 municípios gaúchos, apenas 84 têm sede do Procon, o que dificulta bastante o atendimento na unidade de Porto Alegre, já que os moradores das outras 413 cidades precisam se destocar até a Capital para serem atendidos. "A criação de novos postos de atendimento no Interior é a principal prioridade para a nova gestão", afirma.
Além da criação de novas sedes municipais, é um desejo da nova gestão aplicar melhorias nas unidades que estão em funcionamento. A ideia é desenvolver um modelo uniforme de atendimento em todas as unidades do órgão. Seminários, oficinas de capacitação e renovação de orientações então entre as estratégias para que todas as unidades sigam a mesma linha de atendimento, acompanhando sempre o sistema estadual do conselho do consumidor.
Com o objetivo de modernizar o atendimento ao público, está em estudo uma parceria com a Procergs para incorporar ao site do Procon-RS a ferramenta on-line consumidor.gov.br. Atualmente, o Ministério da Justiça é o órgão responsável pela administração da plataforma, que não está sendo utilizada. Maria Elizabeth considera o canal fundamental para o Procon-RS, pois permite que os consumidores entrem em contato direto com as empresas cadastradas. "É a etapa em que podemos acompanhar todo o processo entre consumidor e empresa", lembra.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia