Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 15 de março de 2017. Atualizado às 20h14.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Imigração

Alterada em 15/03 às 20h15min

Juiz bloqueia temporariamente novo decreto anti-imigração de Trump

Um juiz no Havaí bloqueou temporariamente a validade do novo decreto do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para restringir a entrada de imigrantes no país. O juiz distrital Derrick Watson emitiu sua decisão nesta quarta-feira (15), após ouvir os argumentos sobre o pedido do Havaí para restringir temporariamente a medida.
Com a decisão, o decreto de Trump não entra em vigor nesta quinta-feira, como previsto até então. Mais de seis Estados tentam barrar a medida e tribunais federais em Maryland, no Estado de Washington e no Havaí ouviram nesta quarta-feira argumentos sobre se a medida deveria ser válida.
O Havaí argumentou que a medida discrimina com base na nacionalidade e impediria que moradores locais recebessem visitas de parentes nos seis países de maioria muçulmana alvos do veto. O Estado também diz que a norma prejudicaria seu setor turístico e a capacidade de recrutar estudantes e trabalhadores estrangeiros
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia