Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 01 de março de 2017. Atualizado às 18h12.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

imigração

Alterada em 01/03 às 18h14min

Trump adia novo decreto de imigração para o final da semana, segundo autoridade

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, adiou o plano de assinar um novo decreto anti-imigração devido as reações positivas ao seu discurso no Congresso ontem à noite, de acordo com uma autoridade do governo, informou a CNN.
Era esperado que o presidente norte-americano assinasse hoje o novo decreto, que agora está previsto para ser divulgado no fim desta semana. Espera-se que o novo decreto exclua características do anterior.
O decreto anti-imigração original, assinado por Trump após uma semana no governo, impedia a entrada nos EUA de cidadãos de sete países de maioria muçulmana por 90 dias e suspendia temporariamente a entrada de refugiados. Pessoas com visto e com dupla cidadania e green card também foram impedidas de entrar nos EUA. Após causar transtornos, polêmica e protestos ao redor do país, o decreto foi bloqueado pela Justiça.
Segundo a autoridade do governo, a decisão de adiar o decreto hoje foi tomada após a Casa Branca se dar conta que a ação ofuscaria o resultado positivo do discurso de Trump no Congresso ontem à noite. De acordo com a CNN, a autoridade não negou que a recepção positiva da fala do presidente fez parte do cálculo da equipe do governo ao decidir adiar a assinatura da nova ordem.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia