Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 23 de março de 2017. Atualizado às 00h32.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Trânsito

Notícia da edição impressa de 23/03/2017. Alterada em 22/03 às 21h49min

Sem receber aluguel social, famílias trancam ERS-118

Igor Natusch
Manifestantes promoveram, durante a tarde de ontem, um bloqueio na ERS-118, em Sapucaia do Sul. Eles acusam o governo estadual de não manter em dia as parcelas do aluguel social, que recebem desde que tiveram que se mudar para dar espaço às obras de duplicação da via. Protestos semelhantes têm acontecido desde o ano passado, prejudicando o trânsito na região. Em torno de 900 famílias estão aptas a receber os valores.
Segundo a Secretaria da Fazenda do Estado, todos os repasses para o pagamento de aluguel social referentes a ações da Secretaria de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano (SOP) estão em dia. O mais recente, efetuado no dia 20, somaria R$ 198,8 mil. Por meio de assessoria, a SOP informou que os valores ficaram disponíveis ontem nos cofres da pasta, e que devem entrar nas contas das famílias até o final do dia de hoje. A exceção será para casos de eventual equívoco na documentação, já que é necessário comprovar o pagamento do aluguel para receber o repasse.
O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) tinha previsão de reabrir, ainda este mês, edital para a retomada de obras de duplicação na rodovia. A sessão, no entanto, foi declarada deserta, uma vez que nenhum licitante apresentou propostas. A assessoria do Daer afirma que um novo edital deve ser aberto em breve.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia