Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 06 de março de 2017. Atualizado às 03h17.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Educação

Notícia da edição impressa de 06/03/2017. Alterada em 06/03 às 03h19min

Professores da Capital descumprirão mudanças na rotina escolar anunciadas pela Smed

Educadores realizaram assembleia na sexta-feira em frente à prefeitura

Educadores realizaram assembleia na sexta-feira em frente à prefeitura


FREDY VIEIRA/JC
Em assembleia geral realizada na sexta-feira, professores e funcionários de escolas municipais de Porto Alegre decidiram que descumprirão o decreto anunciado no final de fevereiro pela Secretaria Municipal de Educação (Smed). As aulas começam hoje.
A pasta determinou modificações na rotina escolar, como o fim do intervalo destinado às refeições sendo contabilizado como horário de aula, a diminuição de cada período de 50 minutos para 45 minutos, a redução no horário do recreio, a manutenção dos alunos nas dependências das instituições durante as reuniões pedagógicas dos educadores, e uma ampliação do tempo total que um mesmo professor passará ensinando os estudantes.
Os educadores iniciaram o encontro na sede do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (Simpa), na rua João Alfredo. Depois, com tambores e cartazes, se dirigiram em marcha até a prefeitura, onde realizaram a votação da pauta. Segundo o Simpa, a assembleia contou com a presença de mais de 2 mil pessoas. Além da manutenção da rotina escolar definida na gestão anterior, a categoria confirmou a participação de diretores e conselheiros escolares em agenda junto ao secretário municipal de Educação, Adriano Naves de Brito marcada para amanhã.
Na quarta-feira, o Simpa, a Associação dos Trabalhadores em Educação do Município de Porto Alegre (Atempa) e o Conselho Municipal de Educação (CME) se reunirão com a Promotoria da Infância e da Juventude para tratar do assunto. O sindicato seguirá fazendo piquetes em frente à Smed.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia