Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 16 de março de 2017. Atualizado às 08h00.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Gaúcho

Notícia da edição impressa de 16/03/2017. Alterada em 16/03 às 08h01min

Grêmio pressiona, mas fica no 1 a 1 em Pelotas

Mesmo com o empate, Tricolor assumiu a vice-liderança da competição

Mesmo com o empate, Tricolor assumiu a vice-liderança da competição


LUCAS UEBEL/Grêmio FBPA/Divulgação/JC
O Grêmio cumpriu parcialmente sua missão ontem, contra o Brasil de Pelotas, no Bento Freitas. Com o empate em 1 a 1, encerrou a 7ª rodada do Campeonato Gaúcho na vice-liderança. No entanto, diante do que criou, o time do técnico Renato Portaluppi poderia ter voltado da zona Sul do Estado com uma vitória.
À exceção de Marcelo Grohe, que sentiu dores musculares no aquecimento, o Tricolor foi a campo com o que tinha de melhor à disposição. Durante a maior parte do tempo, a equipe foi superior, exigindo belas defesas de Eduardo Martini, destaque da noite. Aos 22 minutos, porém, o goleiro não conseguiu evitar que o Grêmio abrisse o placar. Após cruzamento de Bolaños, Ramiro tentou o passe para Léo Moura, Cirilo fez o corte, mas a bola voltou para o meio-campista, que não desperdiçou.
Em busca do segundo gol, o Tricolor acabou sofrendo o empate em uma jogada de bola parada. Aos 32, Marlon cobrou escanteio e Gustavo Papa, de cabeça, igualou o marcador.
No segundo tempo, a ofensiva vinha de todos os lados - com Luan, Bolaños, Marcelo Oliveira -, mas, quando não era Martini que salvava, algum zagueiro fazia o milagre ou a bola parava na trave, como em chute de Everton, aos 37. No entanto, o Brasil conseguiu segurar o ímpeto tricolor e o jogo ficou no 1 a 1.
Bolaños, que levou o terceiro cartão amarelo, não enfrentará o Veranópolis, domingo, na Arena. Com o equatoriano foi convocado para a seleção de seu país, só voltará a vestir a camisa tricolor em abril.
Brasil de Pelotas 1 x 1 Grêmio
Eduardo Martini; Wender, Cirilo, Leandro Camilo e Marlon; Galiardo, João Afonso, Nem (Tiago Silva), Lenílson (Éder Sciola e Evaldo) e Marcinho; Gustavo Papa. Técnico: Rogério Zimmermann.
Léo; Léo Moura, Rafael Thyere, Kannermann e Marcelo Oliveira; Jaílson (Fernandinho), Michel, Ramiro e Miller Bolaños; Pedro Rocha (Lucas Barrios) e Luan (Everton). Técnico: Renato Portaluppi.
Árbitro: Anderson Daronco
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia