Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 12 de março de 2017. Atualizado às 22h16.

Jornal do Comércio

Expodireto 2017

COMENTAR | CORRIGIR

Aprendizado

Notícia da edição impressa de 13/03/2017. Alterada em 11/03 às 14h41min

Jogo do campo testa conhecimento de agricultores

Nas perguntas feitas por instrutores, confrontam-se sempre dois jogadores

Arena do Jogo do Campo testou conhecimentos sobre os mais diversos temas da lida na agricultura


MARCO QUINTANA/JC
Os games invadiram o campo. A Expodireto deu uma boa medida. Dos mais sofisticados, usando realidade aumentada; ao Jogo do Campo, que seguiu o exemplo do jogo da velha, que foi levado à televisão pelo Domingão do Faustão. Desta vez, a arena do certo e errado foi o megaestande do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-RS). Nas perguntas elaboradas por instrutores, confrontam-se sempre dois jogadores. Chegou a ter fila de espera. O jogo chamou a atenção e ganhou plateia em boa parte dos cinco dias da feira. "Todo o ano, tentamos trazer algo novo. O jogo aumenta a interação entre produtores e técnicos", citou Umberto Moraes, coordenador de Formação Profissional Rural do Senar-RS.
Moraes explica que o jogo quer instigar o produtor em assuntos de importância. O cardápio vai de normas regulamentadoras, culturas de grãos, segurança alimentar e até noções de saúde. "A ideia é que ele se motive a buscar informação para seu dia a dia", destaca o coordenador. Instrutores do Senar-RS, que estão acostumados a ir até o campo, formularam mais de 400 questões com respostas que precisam ser muito precisas, diz Moraes. "As explicações, que são dadas a cada resposta de certo ou errado, precisam ser bem claras, que não gerem dupla interpretação", detalha Moraes. "Queremos que ele reflita sobre a rotina, se está aplicando corretamente o conhecimento", observa.
O Senar-RS buscou montar uma estrutura que conseguiu reproduzir o cenário midiático. Luzes em cada nicho onde fica o instrutor brilham em cada acerto ou erro, com o sinal de certo ou errado. Ganha o jogo quem conseguir fechar uma carreira de respostas certas. A cada vencedor, a música-tema que era usada nas vitórias do piloto Ayrton Senna dispara no ambiente. A cada rodada de dupla de jogadores, a ordem é silêncio na arena. Um dos atrativos foi o prêmio, um tablet. O Senar-RS levará o game para a feira da Afubra, mas não está definido se a iniciativa estará na Expointer, em Esteio.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia