Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 29 de março de 2017. Atualizado às 15h33.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

empresas

Alterada em 29/03 às 15h34min

BRF anuncia mudanças na gestão com saída de um dos diretores gerais do Brasil

A BRF anunciou na terça-feira (28) diversas mudanças em sua gestão. A principal delas é a contratação de Alexandre Almeida, ex-CEO da Itambé, para assumir o posto de diretor geral dos negócios brasileiros da companhia. Rafael Ivanisk, um dos diretores gerais Brasil da BRF, deixa a empresa por decisão pessoal, segundo comunicado divulgado ao mercado pela BRF.
Ivanisk respondia pelas áreas de vendas e marketing, e dividia o comando das operações brasileiras com Leonardo Byrro, que respondia pela área de Planejamento e Distribuição. Byrro continua na BRF como vice-presidente de Supply Chain, que era vinculada à vice-presidência de Operações. "Essa mudança tem o objetivo de acelerar o processo de planejamento, otimização e integração da cadeia de valor da empresa", diz a BRF no comunicado.
Além disso, a área de Qualidade Global da BRF passa a se reportar diretamente ao CEO Global, Pedro Faria. A estratégia global de Marketing e Inovação passa a ser comandada por Pedro Navio, ex-CEO da RedBull na América Latina, que recentemente chegou á BRF.
A BRF anunciou também a criação de duas frentes de atuação: a Gestão de Resposta e a Gestão do Negócio. A primeira tem um time multidisciplinar comandado pelo executivo Simon Cheng, e terá a função de assessorar o Comitê Especial de Resposta. "Dessa forma, Pedro Faria volta seu foco para a gestão dos negócios da BRF e suas funções como CEO. Essa estrutura é provisória, mas poderá permanecer ativa pelo tempo que a Companhia julgar necessário", informa a BRF.
O objetivo da Gestão de Negócio, segundo a companhia, é manter o foco na qualidade de sua operação e no dia a dia das atividades.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia