Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 21 de março de 2017. Atualizado às 16h10.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

varejo

Alterada em 21/03 às 16h13min

Fecomércio-RS prevê queda de 2,5% nas vendas de Páscoa neste ano

Bombons, barras de chocolate e outros produtos mais acessíveis devem ter preferência ante ovos

Bombons, barras de chocolate e outros produtos mais acessíveis devem ter preferência ante ovos


ANTONIO PAZ/ARQUIVO/JC
As vendas de Páscoa deverão apresentar uma queda de 2,5% neste ano no Rio Grande do Sul, em comparação com o mesmo período do ano passado. A avaliação, feita pela Fecomércio-RS, foi divulgada nesta terça-feira (21). Em nota, a instituição aponta como causas para a queda nas vendas a conjuntura econômica brasileira em processo de recuperação.
De acordo com o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, o cenário indica que mais uma vez as vendas deverão se direcionar para produtos de menor valor, com famílias buscando a diversificação em detrimento ao tradicional ovo de chocolate. Bombons, barras de chocolate e outros produtos com preços mais acessíveis devem ser os preferidos dos gaúchos. “Essa será uma forma de contornar o quadro de aumento de preços e restrições de renda”, afirma Bohn.
Segundo a Fecomércio-RS, a previsão se baseia em dados já consolidados pelo mercado, entre eles, o fraco o desempenho do varejo em 2016, que fechou em queda de 5,4%. Além disso, a última pesquisa que mediu a intenção de consumo do consumidor gaúcho indicou que segue o patamar pessimista - com baixa de 9,8% em relação ao mesmo período de 2016.
A avaliação de Páscoa 2017 da Fecomércio-RS indica ainda que, assim como em anos anteriores, a indústria do chocolate aposta na associação do chocolate com brinquedo e outros brindes para aumentar o apelo comercial na data comemorativa.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia