Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 21 de março de 2017. Atualizado às 11h13.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 21/03 às 11h15min

Bovespa abre em queda pressionada por Vale e bancos

A Bovespa contrariou a sinalização do pré-mercado e iniciou o pregão desta terça-feira (21), em queda, pressionada principalmente pelas ações da Vale e do setor financeiro. Às 10h25, o Ibovespa recuava 0,62%, aos 64.424,55 pontos, enquanto os papéis da mineradora exibiam perda de 2,81% (ON) e 2,91% (PNA), a despeito da notícia de que a agência de classificação de ricos Moody's elevou na noite de segunda-feira o rating da companhia de Ba3 para Ba2, com perspectiva positiva.
Os papéis são penalizados na manhã desta terça pelos dos preços do minério de ferro, que apresentaram forte desvalorização no mercado chinês.
Itaú Unibanco PN também conduz as perdas do Ibovespa, em baixa de 0,31%. Sobre a instituição, os investidores estão atentos ao Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), que julga na manhã desta terça recurso do Itaú contra autuação da Receita Federal que pode chegar a R$ 25 bilhões. A autuação foi feita em 2013, porque o fisco entendeu que o banco não pagou o IRPJ devido sobre a fusão entre o Itaú e o Unibanco em 2008.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia