Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de março de 2017. Atualizado às 22h38.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

legislação

Notícia da edição impressa de 21/03/2017. Alterada em 20/03 às 22h33min

Reforma trabalhista deve ser votada até maio

Presidente da Câmara dos Deputados cita gravidade da crise no Rio

Presidente da Câmara dos Deputados cita gravidade da crise no Rio


MARCELO CAMARGO/ABR/JC
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), confirmou que a reforma trabalhista deve ser votada e aprovada na Casa antes da reforma da Previdência. Ele destacou que espera a votação do projeto de lei com a readequação trabalhista em até duas semanas após a Páscoa, que é no dia 16 de abril.
Para a reforma da Previdência, Maia espera a votação e confia na aprovação do texto entre final de abril e começo de maio. Sobre a ordem de votação das duas reformas, Maia disse que já havia anunciado "há muito tempo" e que essa "esticada" na votação da PEC da Previdência, como classificou, é favorável para gerar um ambiente de aprovação das medidas do governo no Congresso.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia