Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 08 de março de 2017. Atualizado às 17h01.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 08/03 às 17h02min

Ouro fecha em queda, em reação à possibilidade de elevação de juros nos EUA

O ouro fechou em queda nesta quarta-feira (8), diante da expectativa entre os investidores de que os Estados Unidos possam ter juros mais altos já na semana que vem. Um dado forte do mercado de trabalho norte-americano reforçou essa expectativa.
O ouro para abril fechou em baixa de US$ 6,7 (0,55%), a US$ 1.209,40 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).
A ADP informou que sua leitura de geração de vagas no setor privado mostrou 298 mil postos em fevereiro, bem acima da previsão dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal, de 188 mil. Na avaliação de Peter Hug, diretor de negócios globais da Kitco Metals, o dado sinaliza um mercado de trabalho forte e "quase garante" uma elevação de juros pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano) em março.
O ouro é pressionado nesse caso já que ele compete com outros investimentos que pagam retornos. Taxas de juros mais altas tendem ainda a impulsionar o dólar, o que torna as commodities denominadas nessa moeda mais caras para os detentores das demais divisas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia