Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 07 de março de 2017. Atualizado às 12h28.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

indústria automotiva

07/03/2017 - 12h32min. Alterada em 07/03 às 12h32min

Venda de veículos cai 7,6% em fevereiro e tem pior volume em 11 anos, diz Anfavea

No total, 132,6 mil carros foram comercializados no mês passado

No total, 132,6 mil carros foram comercializados no mês passado


JONATHAN HECKLER/JC
Balanço divulgado nesta terça-feira (7), pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a entidade que representa as montadoras instaladas no País, mostra que as vendas de veículos tiveram queda de 7,6% no mês passado, se comparadas a fevereiro de 2016, registrando também o pior volume em quase 11 anos.
Entre carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus, 135,7 mil veículos foram comercializados no País, o menor número num mês desde abril de 2006, quando foram emplacadas 131,2 mil unidades.
Em relação a janeiro, a queda foi de 7,8%. Embora o setor tenha registrado uma melhora de movimento nas concessionárias, com crescimento na média de vendas a cada dia que as lojas abriram as portas, o calendário enxuto de fevereiro, encurtado ainda mais pelo Carnaval, impediu um resultado positivo na comparação mensal.
Ainda assim, o presidente da Anfavea, Antonio Megale, classificou as vendas como "decepcionantes", abaixo do que a indústria esperava. "O mercado ainda está fraco", afirmou o executivo em entrevista à imprensa.
Por categoria, os emplacamentos de automóveis de passeio e utilitários leves, como picapes e vans, caíram 6,8% na comparação com fevereiro de 2016 e 7,8% em relação a janeiro. No total, 132,6 mil carros foram comercializados no mês passado.
Já os licenciamentos de caminhões, de 2,6 mil unidades em fevereiro, caíram ainda mais, com queda de 32,2% se comparados ao mesmo período de 2016. Frente a janeiro, as vendas dos veículos pesados de carga recuaram 11,4%.
O levantamento mostra ainda que as vendas de ônibus somaram 428 unidades no mês passado, um declínio de 38,9% na comparação anual. Em relação a janeiro, as vendas de coletivos caíram 15,1%.

Montadoras registraram em fevereiro o quarto mês seguido de crescimento da atividade na comparação anual

Com 200,4 mil veículos produzidos, numa alta de 39% sobre igual período de 2016, as montadoras registraram em fevereiro o quarto mês seguido de crescimento da atividade na comparação anual.
Em relação a janeiro, houve alta de 14,7% na produção de carros de passeio, utilitários leves, caminhões e ônibus, conforme balanço divulgado pela Anfavea, entidade que representa os fabricantes de veículos instalados no país.
O desempenho leva para 375,1 mil veículos o total fabricado pelas montadoras no primeiro bimestre, uma alta de 28,1%.
Só nas fábricas de carros de passeio e comerciais leves, como picapes, a produção somou 193,7 mil unidades durante o mês passado, 41% acima de igual período de 2016. Frente a janeiro, a produção nessa categoria teve crescimento de 14,5%.
Já nas linhas de montagem de caminhões, houve leve queda de 0,1% na comparação anual, mas alta de 18,6% em relação a janeiro, num total de 5,3 mil veículos produzidos no mês passado.
O balanço da Anfavea mostra ainda que a produção de ônibus, de 1,4 mil unidades, teve queda de 10% em relação a fevereiro de 2016. No comparativo mensal, a fabricação de coletivos subiu 27%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia