Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 06 de março de 2017. Atualizado às 22h42.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Tecnologia

Notícia da edição impressa de 07/03/2017. Alterada em 06/03 às 21h12min

Fiergs quer aproximar indústrias das startups

Encontros terão temáticas específicas para demandas de cada região, levando em conta suas especificidades

Encontros terão temáticas específicas para demandas de cada região, levando em conta suas especificidades


MARCOS NAGELSTEIN/arquivo/JC
Com o objetivo de aproximar a indústria tradicional e o ecossistema formado pelas startups, incubadoras, aceleradoras e parques tecnológicos, a Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs) prepara um Roadshow de Inovação Aberta. Os encontros acontecerão em cinco regiões do Estado a partir do primeiro semestre de 2017. A ação está sendo coordenada pelo Conselho de Inovação e Tecnologia (Citec), ligado à entidade, e pela Rede Gaúcha de Incubadoras de Empresas e Parques Tecnológicos (Reginp).
“Mais do que apontar alternativas para os problemas, esses negócios inovadores podem criar modelos mais rentáveis e competitivos para o setor industrial”, afirma o coordenador do Citec, Ricardo Felizzola. Ele acredita que todos vão ganhar com esse movimento de aproximação entre indústria e novos empreendimentos.
A expectativa é estimular a expansão dos negócios com geração de mais valor, renda e emprego, além da elevação da qualidade de vida. Os Roadshows de Inovação Aberta terão como foco a geração de ideias, projetos ou produtos aplicados aos setores empresariais de cada região, com o objetivo de propor soluções que possam se tornar diferenciais competitivos. A programação inclui um evento de lançamento do projeto em março e ações regionais entre abril e junho em cinco cidades. As datas e locais ainda serão definidos.
Foram pré-selecionados temas específicos para cada local, que poderão ser ampliados conforme a realidade observada por cada sindicato participante da iniciativa. Em Porto Alegre, o foco deve estar nas indústrias de alimentos, química e de borracha; já em Caxias do Sul, a temática estará relacionada aos segmentos de plástico, metalmecânico e de máquinas e equipamentos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia