Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 02 de março de 2017. Atualizado às 14h01.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

operação lava jato

Alterada em 02/03 às 14h01min

Receita prevê que autuações ligadas à Lava Jato cheguem a R$ 15 bilhões até fim do ano

A Receita Federal já cobrou R$ 10 bilhões até 2016 em fiscalizações ligadas à Operação Lava Jato. De acordo com o subsecretário de Fiscalização da Receita, Iágaro Martins, a estimativa é que esse número chegue a R$ 15 bilhões até o fim do ano, como antecipou o Broadcast (serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado) em fevereiro.
Neste momento, o Fisco tem 77 auditores dedicados a analisar um imenso volume de dados da Lava Jato. A Receita desenvolveu um sistema específico para a operação, chamado de SisLava, que permite buscas em 3,5 milhões de páginas de documentos com 58 mil pessoas jurídicas e físicas citadas. "Conseguimos saber, por exemplo, todas as vezes em que um alvo é citado nas investigações e estabelecer redes de relacionamentos entre os citados", explica.
Já foram instaurados 1.392 procedimentos fiscais no âmbito da operação, dos quais 850 ainda estão em andamento.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia