Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 02 de março de 2017. Atualizado às 11h18.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 02/03 às 11h18min

Bovespa abre em queda com blue chips e Ambev em dia de realização no exterior

Depois de fechar em alta na Quarta-Feira de Cinzas, impulsionada pelos expressivos ganhos das bolsas de Nova Iorque e da Europa, a Bovespa inicia os negócios desta quinta-feira (2) no território negativo, em linha com um movimento de realização de lucros que dá o tom aos negócios no exterior. Às 10h36min, o Ibovespa recuava 0,83%, aos 66.435,96 pontos, na esteira dos índices futuros em Wall Street, que operam em baixa após o Dow Jones ter marcado novos recordes na véspera, negociado agora acima dos 21 mil pontos.
As ações de Petrobras, Vale e bancos recuam de forma generalizada, mas o destaque fica por conta de Ambev ON - terceiro papel de maior peso na carteira teórica do índice -, em queda de 3,29%. A companhia reportou mais cedo lucro líquido atribuído aos controladores de R$ 4,672 bilhões no quarto trimestre de 2016.
O Ebitda ajustado, por outro lado, ficou 11% menor, em R$ 6,014 bilhões. Os resultados foram afetados pelo reconhecimento de uma receita extraordinária de R$ 1,240 bilhão no trimestre.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia