Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 30 de março de 2017. Atualizado às 21h18.

Jornal do Comércio

Viver

COMENTAR | CORRIGIR

música

Notícia da edição impressa de 31/03/2017. Alterada em 30/03 às 17h52min

Homenagem ao mestre

Músicos do recital Jobim - Outros tons, no StudioClio

Músicos do recital Jobim - Outros tons, no StudioClio


FRANCISCO MARSHALL/DIVULGAÇÃO/JC
Considerado um dos principais compositores brasileiros, o maestro Antônio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim, ou simplesmente Tom Jobim, falecido em 1994), completaria 90 anos em 2017. E para reverenciar a obra deste grande gênio, o StudioClio (José do Patrocínio, 698) promove, nesta sexta-feira, às 21h, o recital Jobim - Outros tons.
O espetáculo apresenta um repertório criterioso, que privilegia "pérolas" e parcerias não tão conhecidas do público. No roteiro, reunidas músicas como Chora coração (com Vinicius de Moraes), O boto (com Jararaca) e Dindi (com Aloysio de Oliveira), passando ainda por Estrada do Sol (com Dolores Duran), Correnteza (com Luiz Bonfá) e Retrato em Branco & Preto (com Chico Buarque), além, é claro, de Chega de saudade, Desafinado (com Newton Mendonça) e Águas de março (com letra do próprio Tom Jobim).
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia