Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 11 de fevereiro de 2017. Atualizado às 13h28.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Governo federal

11/02/2017 - 14h27min. Alterada em 11/02 às 14h30min

Juiz veta reportagem sobre chantagem de hacker a Marcela Temer

Ordem acatou pedido de advogados de Marcela, após Folha de S.Paulo publicar notícia no site

Ordem acatou pedido de advogados de Marcela, após Folha de S.Paulo publicar notícia no site


EVARISTO SA/AFP/JC
O juiz Hilmar Castelo Branco Raposo Filho, da 21ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, proibiu nessa sexta-feira (10) o jornal Folha de S.Paulo e outros veículos de comunicação de publicar reportagens sobre informações obtidas por um hacker no celular da primeira-dama Marcela Temer. A ordem foi dada a pedido de advogados de Marcela, após o jornal publicar em seu site notícia com o conteúdo de chantagens feitas pelo criminoso.
O juiz concedeu a medida em caráter de "urgência", sem prejuízo de um exame mais aprofundado a posteriori. Em sua decisão, publicada às 18h56min dessa sexta, Raposo Filho argumenta que a "inviolabilidade da intimidade de Marcela tem resguardo legal claro".
Os achaques ocorreram entre 4 e 18 de abril de 2016. O hacker Silvonei José de Jesus Souza foi preso em 11 de maio e condenado em 24 de outubro. Ele foi sentenciado a 5 anos e 10 meses de prisão em regime fechado por extorsão e estelionato.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia