Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 07 de fevereiro de 2017. Atualizado às 15h53.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

STF

07/02/2017 - 16h08min. Alterada em 07/02 às 16h57min

Alexandre de Moraes pede desfiliação do PSDB

Para ocupar o novo posto, ele precisa ser sabatinado e ter o nome aprovado na comissão e no plenário

Para ocupar o novo posto, ele precisa ser sabatinado e ter o nome aprovado na comissão e no plenário


EVARISTO SA/AFP/JC
O ministro da Justiça licenciado, Alexandre de Moraes, entregou na manhã desta terça-feira (7), ao senador Aécio Neves (MG), presidente do PSDB, a sua desfiliação do partido. A informação é da assessoria do Ministério da Justiça. Moraes era filiado ao PSDB desde dezembro de 2015.
Ontem ele teve seu nome indicado pelo presidente Michel Temer para a vaga de Teori Zavascki no Supremo TRibunal Federal (STF). Para ocupar o novo posto, Moraes precisa ser sabatinado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e depois ter o nome aprovado na comissão e no plenário.
Outros ministros filiados a partidos já foram indicados ao STF, a exemplo de Moraes. É o caso por exemplo, de Nelson Jobim e José Dias Tofolli.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia