Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017. Atualizado às 14h17.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 16/02/2017. Alterada em 16/02 às 15h23min

Frases e personagens

Flávio Barth

Flávio Barth


ARQUIVO PESSOAL/DIVULGAÇÃO/JC
"Promoções e a antecipação de liquidações têm sido estratégias utilizadas pelos comerciantes de Sapiranga para impulsionar as vendas nesta época do ano, quando o movimento geralmente fica reduzido em função do veraneio, somado ainda à crise econômica." Flávio Barth, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Sapiranga.
"Em dezembro, entregamos aos nossos clientes um vale de R$ 20,00 de desconto para compras no mês de janeiro. Esta ação nos garantiu um bom movimento, assim como as promoções de 20% e 30% em algumas peças, como artigos de praia. A projeção é manter o volume de vendas no varejo do município igual ao mesmo período em 2016, porém com aumento entre 2% e 3%." Também Flávio Barth.
"A expectativa do governo para o leilão dos aeroportos de Porto Alegre, Florianópolis, Salvador e Fortaleza, marcado para o dia 16 de março, é a melhor possível. Há uma demonstração de interesse de players de várias partes do mundo e de players nacionais." Maurício Quintella, ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil.
"O governo quer a aprovação das reformas trabalhista e da Previdência ainda no primeiro semestre deste ano. Há força e articulação políticas para dar encaminhamento aos projetos, já que cerca de 88% do Congresso hoje é base de sustentação do governo do presidente Michel Temer (PMDB)." Eliseu Padilha (PMDB), ministro-chefe da Casa Civil.
"O meu governo será de reformas. Prevejo relativa facilidade na aprovação da modernização trabalhista e, na sequência, o governo investirá também na simplificação do sistema tributário. Reforma ou modernização da legislação trabalhista foi ajustada em diálogo entre empregadores e empregados." Michel Temer (PMDB), presidente da República.
"Aquilo que se imaginava demorar dois anos e pouco o governo tem conseguido fazer em seis meses. Melhoraram os indicadores econômicos, a inflação de janeiro foi a menor em 20 anos." Também Michel Temer.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia