Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017. Atualizado às 08h06.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

música

Alterada em 13/02 às 09h10min

Adele vence Grammy de álbum do ano e dedica prêmio a Beyoncé

A britânica conquistou os principais prêmios da noite

A britânica conquistou os principais prêmios da noite


Robyn BECK/AFP/JC
A cantora Adele se sagrou a grande campeã da premiação do Grammy Awards de 2017, realizado na noite deste domingo (12) em Los Angeles (EUA). A britânica conquistou os principais prêmios da noite, como o de álbum do ano e melhor álbum vocal pop, 25 (2015), e ainda gravação, música do ano e melhor performance pop para a faixa Hello.
Deixados para o final, os prêmios de álbum e gravação do ano levaram uma Adele humilde ao palco. Agradecendo à National Academy of Recording Arts and Sciences dos Estados Unidos pelos prêmios, a cantora reconheceu a importância do trabalho da sua colega Beyoncé com o álbum Lemonade, que perdeu nas categorias principais - levando apenas o troféu de melhor álbum urbano contemporâneo.
"Eu não consigo aceitar este prêmio", disse Adele, deixando Beyoncé visivelmente emocionada. "O álbum Lemonade é tão monumental e bem pensado e lindo… Nós respeitamos ele. Todos nós, artistas, adoramos você. Você é a nossa luz", declarou para a colega.
Um pouco antes, ao receber o prêmio de música do ano, Adele já havia demonstrado humildade ao pedir desculpas por uma falha na noite. Ao subir ao palco para se apresentar pela segunda vez, numa homenagem ao falecido cantor George Michael, Adele sofreu com o nervosismo e interrompeu a banda para reiniciar a performance.
Na premiação, Adele levou ainda os troféus de melhor performance pop para Hello e melhor álbum pop vocal por 25, conquistando todos os cinco prêmios que disputava.
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi mais uma vez alvo de críticas em uma grande premiação. Dessa vez, no Grammy Awards, o líder norte-americano foi chamado de "presidente agente laranja" pelo rapper Busta Rhymes.
A crítica do artista veio na apresentação conjunta com A Tribe Called Quest e Anderson .Paak, que apresentaram as músicas Movin Backwards, We the People e Award Tour.
"Eu quero agradecer ao presidente agente laranja por perpetuar todo o mal que vocês vêm perpetuando pelos Estados Unidos", disse Rhymes. "Eu quero agradecer ao presidente agente laranja por sua tentativa malsucedida de banir muçulmanos. Agora nós nos juntamos!".
A apresentação do grupo terminou ainda com mais protestos, com todos repetindo a palavra "resista".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia