Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 12 de fevereiro de 2017. Atualizado às 19h38.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

méxico

Alterada em 12/02 às 20h41min

Cerca de 20 mil pessoas fazem protesto no México contra Donald Trump

Cerca de 20 mil pessoas fizeram neste domingo uma marcha pela cidade do México, a capital do país, exigindo respeito ao México e a seus migrantes diante da hostilidade percebida pela administração do novo presidente dos EUA, Donald Trump.
Muitos manifestantes carregavam bandeiras mexicanas e vestiam-se de branco como um sinal de unidade e para sinalizar a natureza não política da marcha. Uma das bandeiras dizia: "Obrigado, Trump, por unificar o México!".
Os manifestantes protestaram contra os planos de Trump para deportações de migrantes. Trump também pressionou empresas a criar empregos nos Estados Unidos, e não no México. Paulina Arteaga carregou um cartaz em inglês proclamando: "Nós amamos americanos, odiamos o racismo". "Esta é uma marcha pela dignidade", disse ela.
Irene Aguilar, professora universitária, disse que a principal mensagem dos manifestantes é mostrar a unidade dos mexicanos diante da adversidade. A marcha também apresentou muitos sinais de apoio aos migrantes mexicanos nos Estados Unidos."Queremos demonstrar a todos aqueles que sofrem discriminação nos Estados Unidos que estamos com eles", disse Ana Fernanda Islas, uma estudante universitária.
Os mexicanos têm chamado à unidade para enfrentar o desafio imposto pelas políticas de Trump, mas a marcha apresentou quase tantos banners que criticam o presidente do México, Enrique Pena Nieto, como o novo líder dos EUA. Pequenas marchas foram realizadas em outras cidades mexicanas no domingo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia