Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 11 de fevereiro de 2017. Atualizado às 15h38.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Operação Lava Jato

11/02/2017 - 16h37min. Alterada em 11/02 às 16h39min

Busca por Toledo, acusado de receber propina da Odebrecht, começa nos EUA

As autoridades peruanas se moveram para deter o ex-presidente acusado de receber propinas da Odebrecht, oferecendo US$ 30 mil de recompensa por sua captura e alertando a Interpol de que ele pode estar nos Estados Unidos ou em Israel.
O governo do Peru disse, nessa sexta-feira (10), que tem informações de que Alejandro Toledo está em San Francisco. Toledo, que governou o Peru de 2001 a 2006 é um aluno visitante da Universidade de Stanford, na Califórnia.
As autoridades também chegaram a Israel e afirmam que Toledo pode ter planos de tirar vantagem da dupla cidadania de sua esposa belga-israelense para encontrar refúgio no país, que não possui nenhum acordo de extradição com o Peru.
A busca internacional acontece um dia depois de um juiz emitir uma ordem de prisão para Toledo, julgando que as evidências apresentadas por procuradores sugeriam que há uma alta possibilidade de o ex-presidente ter recebido propinas da Odebrecht. Toledo nega qualquer malfeito. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia