Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 28 de fevereiro de 2017. Atualizado às 22h35.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Questão Agrária

26/02/2017 - 13h30min. Alterada em 28/02 às 22h37min

MST e MPA ocupam fazenda suspeita de grilagem em Pontão

O objetivo da ocupação é denunciar a concentração e a suposta grilagem de terra no local

O objetivo da ocupação é denunciar a concentração e a suposta grilagem de terra no local


MST/Divulgação
Cerca de 300 jovens ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e ao Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) ocuparam, na manhã deste domingo (26), a fazenda Mattei, localizada na comunidade Arvoredo do município de Pontão. O objetivo da ocupação é denunciar a concentração e a suposta grilagem de terra no local.
"Mattei declara uma produção dez vezes maior do que suporta a propriedade escriturada, de acordo com a realidade da produtividade da região", explica o agricultor Gerônimo Silva. A ocupação da fazenda, que contém monocultivo de soja transgênica, ocorreu por volta das 6h30min. Eles cobram dos órgãos responsáveis a investigação da produtividade da área, e a suposta grilagem de terra.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia