Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017. Atualizado às 10h11.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

negócios corporativos

13/02/2017 - 08h54min. Alterada em 13/02 às 11h15min

Heineken fecha compra da Brasil Kirin por 664 milhões de euros

As marcas de cerveja da Brasil Kirin incluem Schin, Baden Baden e Eisenbahn

As marcas de cerveja da Brasil Kirin incluem Schin, Baden Baden e Eisenbahn


BRASIL KIRIN/DIVULGAÇÃO/JC
A holandesa Heineken anunciou nesta segunda-feira (13) que fechou a compra da Brasil Kirin Holding S.A., por 664 milhões de euros (US$ 704 milhões), num negócio que a transformará na segunda maior cervejaria do Brasil.
A Heineken vai adquirir a Brasil Kirin da japonesa Kirin, que fabrica a cerveja da marca e uma série de produtos farmacêuticos e químicos. A expectativa é que o acordo seja concluído ainda no primeiro semestre deste ano.
O montante a ser desembolsado estima o valor da empresa em 1,025 bilhão de euros. Em 2015, a Brasil Kirin tinha participação de 9% no mercado brasileiro de cervejas, segundo comunicado da Heineken. As marcas de cerveja da Brasil Kirin incluem Schin, Baden Baden e Eisenbahn. No mês passado, Heineken e Kirin já haviam confirmado que estavam em negociações.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia