Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 09 de fevereiro de 2017. Atualizado às 18h48.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 09/02 às 19h51min

Dólar avança ante rivais após comentário de Trump sobre plano fiscal

O dólar avançou na comparação com os seus principais rivais, nesta quinta-feira, 9, após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prometer novas medidas tributárias para as próximas semanas.
No fim da tarde em Nova Iorque, o dólar avançava para 113,26 ienes de 112,10 ienes na tarde de ontem; o euro recuava para US$ 1,0665 de US$ 1,0691; e a libra baixava para US$ 1,2501 de US$ 1,2530.
Em uma reunião com executivos de companhias aéreas, o presidente americano disse que irá anunciar uma medida tributária "fenomenal" nas próximas semanas. O comentário foi endossado pelo porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, que afirmou que o governo prepara um plano de impostos abrangente a ser divulgado em breve.
Além de impulsionarem ações de companhias financeiras em Wall Street, os comentários de Trump deram apoio à moeda americana, que viu sucessivos ralis na esteira da vitória do republicano na eleição em novembro.
Espera-se que o plano fiscal de Trump acelere o crescimento dos EUA, forçando o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) a elevar os juros mais rapidamente. Juros mais altos são benéficos para o dólar, uma vez que a moeda se torna mais atrativa para investidores em busca de retornos.
O peso mexicano também avançou hoje após o banco central do México elevar a taxa de juros em 0,50 ponto porcentual, para 6,25%, citando preocupações com a inflação e a relação do país com os EUA. O dólar recuou para 20,3740 pesos mexicanos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia