Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 02 de fevereiro de 2017. Atualizado às 16h57.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 02/02 às 18h03min

Ouro fecha em alta, impulsionado por dólar mais fraco e incerteza com Trump

O contrato futuro de ouro fechou em alta na sessão desta quinta-feira (2), impulsionado por um dólar mais fraco e por um aumento na demanda por ativos considerados seguros após medidas tomadas pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. O contrato para abril, negociado na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fechou em alta de 0,92%, a US$ 1.219,40 por onça-troy.
O comunicado da decisão de juros do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), divulgado na quarta-feira, "foi visto como levemente dovish por não fazer referência ao ritmo de alta das taxas de juros", disse David Govett, chefe de metais preciosos da Marex Spectron. Com isso, "o dólar se enfraqueceu e proporcionou outro rali ao ouro", afirmou.
O ouro, que é negociado em dólar, costuma avançar quando a moeda americana cai, já que os preços do metal ficam mais baratos para investidores que operam em outras divisas.
Além disso, sinais de incerteza política por parte do novo governo americano ajudaram os preços do ouro, que é tido como um ativo seguro. "Trump e o seu gabinete continuam fazendo barulho com suas medidas, chacoalhando os mercados e fazendo com que o ouro suba", disse Govett. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia