Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 21 de fevereiro de 2017. Atualizado às 21h49.

Jornal do Comércio

JC Contabilidade

COMENTAR | CORRIGIR

Internacional

Notícia da edição impressa de 22/02/2017. Alterada em 21/02 às 20h26min

Suíços rejeitam revisão de tributos empresariais

País enfrenta pressão da União Europeia e de outros organismos internacionais para eliminar acordos entre os estados suíços

País enfrenta pressão da União Europeia e de outros organismos internacionais para eliminar acordos entre os estados suíços


DIVULGAÇÃO/JC
Os eleitores suíços rejeitaram hoje um plano de revisão de impostos corporativos apoiado pelo governo e por empresários, gerando incertezas sobre a intenção da Suíça de alinhar suas políticas fiscais às normas internacionais e, desta forma, manter competitividade global.
De acordo com os resultados preliminares divulgados pelo governo, 59% dos eleitores votaram contra o plano aprovado pelo parlamento em 2016, enquanto 41% votaram a favor. Os resultados do referendo são vinculativos, o que significa que o parlamento deve apresentar um novo plano de reforma tributária.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia