Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 21 de fevereiro de 2017. Atualizado às 21h49.

Jornal do Comércio

JC Contabilidade

COMENTAR | CORRIGIR

Fala Profissional

Notícia da edição impressa de 22/02/2017. Alterada em 21/02 às 18h58min

Fusões e aquisições podem ser uma oportunidade em 2017?

LIPPERT ADVOGADOS/DIVULGAÇÃO/JC
George Lippert Neto, sócio-diretor da Lippert Advogados e mestre em Direito Econômico e Financeiro pela USP, responde.
O ano passado foi marcado por grandes acontecimentos. Vimos a maior estatal do País abrir mão de diversos ativos, mergulhada em uma dívida de US$ 100 bilhões. A compra de grandes bancos dividiu espaço nas páginas de negócios. Crescer em tempos de crise econômica e instabilidade política é um desafio para as empresas. Por necessidade de caixa ou até mesmo para acessar novos mercados, as fusões e aquisições são uma oportunidade de crescimento.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia