Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 30 de janeiro de 2017. Atualizado às 20h55.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Operação Lava Jato

Alterada em 30/01 às 21h56min

Secretário pediu transferência de Eike do Ary Franco por questões de segurança

Eike Batista foi detido ao chegar no Rio de Janeiro hoje (30) pela manhã

Eike Batista foi detido ao chegar no Rio de Janeiro hoje (30) pela manhã


Frederic J. BROWN /AFP/JC
O secretário de Estado de Administração Penitenciária do Rio, Erir Ribeiro Costa Filho, pediu à Justiça que o empresário Eike Batista fosse transferido do presídio Ary Franco (zona norte do Rio), para onde foi encaminhado num primeiro momento. O pedido foi feito "a fim de que seja resguardada sua integridade física". Posteriormente, ele foi levado para a Penitenciária Bandeira Stampa (zona oeste), conhecida como Bangu 9, na tarde desta segunda-feira (30).
"Tal medida se faz necessária uma vez que o presídio Ary Franco também custodia presos ligados a facções criminosas. Informo ainda que, esta secretaria já vem adotando medidas idênticas com internos presos pela Polícia Federal em operações contra corrupção", diz Costa Filho em petição enviada à 7ª Vara Criminal Federal do Rio.
De acordo com o secretário, o mesmo ocorreu com outros dois presos que estão atualmente em Bangu 9. Ele não revelou os nomes.
A Polícia Federal disse, no entanto, que Eike foi levado ao Ary Franco pela manhã apenas para triagem. Ele teve a cabeça raspada e ficou em uma cela separada.
O presídio Ary Franco está superlotado e já teve recomendação de ser fechado pela ONU, em 2012. O Subcomitê de Prevenção à Tortura (SPT) das Nações Unidas destacou em relatório casos de celas infestadas de baratas e outros insetos, além de problemas nos sistemas de esgoto e superlotação.
Em meados de janeiro, o presídio Bandeira Stampa precisou ser esvaziado temporariamente, para receber milicianos e ex-PMs que foram transferidos para lá. Eles deixaram Bangu 6 em uma medida da Seap para evitar confrontos entre as facções e milícias dentro do presídio e acalmar os detentos. Com a mudança, apenas os traficantes do TCP ficaram em Bangu 6. Os outros detidos nos desdobramentos da Lava Jato no Rio, como o ex-governador Sérgio Cabral, foram encaminhados para Bangu 8 por terem diploma universitário, mas Eike não concluiu sua formação em engenharia.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia