Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 30 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h45.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

STF

Notícia da edição impressa de 31/01/2017. Alterada em 30/01 às 21h15min

Supremo discute se réus podem ocupar a linha sucessória

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, pautou para amanhã a ação que discute se réus em ação penal podem ocupar cargos na linha sucessória da presidência da República, que na ordem são: vice-presidente da República, presidente da Câmara dos Deputados, presidente do Senado e presidente do STF. Será a primeira sessão do plenário neste ano após o fim do recesso, que se encerra hoje.
A ação foi proposta pelo partido Rede Sustentabilidade. Em 3 de novembro de 2016, seis ministros do STF votaram a favor da ação: o relator Marco Aurélio Mello, mais Edson Fachin, Teori Zavascki, Rosa Weber, Luiz Fux e Celso de Mello. Mas o ministro Dias Toffoli pediu vista interrompendo o julgamento.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia