Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 01 de fevereiro de 2017. Atualizado às 13h37.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

relações internacionais

30/01/2017 - 17h25min. Alterada em 01/02 às 14h40min

Estados Unidos dificultam emissão de visto no Brasil

Na Central de Atendimento em Porto Alegre, nada foi informado sobre as mudanças para ter visto

Na Central de Atendimento em Porto Alegre, nada foi informado sobre as mudanças para ter visto


MARCELO G. RIBEIRO/JC
Amanda Jansson Breitsameter
Atualizada em 1°/02/2017.
Quem quiser tirar o visto para visitar os Estados Unidos (EUA) deve se preparar para uma dificuldade ainda maior no processo. A partir de agora, as restrições para a emissão de visto para viajar aos EUA aumentaram. As alterações já estavam sendo aplicadas desde a última segunda-feira (30) para quem comparecesse ao Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV) de Porto Alegre. A embaixada dos Estados Unidos confirmou as restrições apenas no final da tarde desta terça-feira. O CASV foi inaugurado em 19 de abril de 2014 justamente para facilitar a vida de quem busca visto
Nesta terça-feira pela manhã, a reportagem do Jornal do Comércio foi até o Casv na avenida Carlos Gomes, 1501, para obter esclarecimentos sobre os procedimentos. Os funcionários do local alegaram não estar autorizados a prestar informações e indicaram falar com a embaixada ou consulados dos Estados Unidos. O JC tentou contato, por telefone, durante toda a manhã com os órgãos oficiais, mas ninguém atendeu aos chamados.
Houve mudanças na faixa de idade que garante a isenção de entrevista, que antes era possível a pessoas com menos de 16 anos e mais de 66 anos. Agora vale apenas para menores de 14 anos e maiores de 80 anos. Assim, quem não estiver nestas faixas de isenção deverá viajar para locais que têm um consulado norte-americano para fazer a entrevista, como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Recife. A sede do consulado em Porto Alegre não tem data para inauguração.
Além disso, para fazer a renovação para visto expirado há mais de um ano também é necessário fazer uma nova entrevista, o que antes era permitido para um visto vencido há até quatro anos.
Segundo o presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav-RS), João Augusto Machado, as mudanças pegaram as pessoas de surpresa, já que não houve um anúncio oficial antecipado das novas medidas. "Eu mesmo tive que marcar a entrevista para um casal de idosos, de 72 e 68 anos, que vai ter que viajar a São Paulo para fazer", afirmou Machado.
O dirigente afirmou ainda que, nos últimos anos, não havia acontecido mudança drástica no processo de tirar vistos para os EUA. A situação mudou com o começo do governo do presidente republicano Donald Trump. "Para os brasileiros, a obtenção de visto era menos complicada, estávamos inclusive próximos de ter isenção de visto", explica, analisando: "Essas alterações são um reflexo das políticas do governo Trump".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia