Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 12 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h34.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

direitos humanos

Notícia da edição impressa de 13/01/2017. Alterada em 12/01 às 22h33min

Violência contra jornalistas cresceu 17,52% em 2016, segundo a Fenaj

A violência contra jornalistas cresceu em 2016, de acordo com o relatório da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) divulgado nesta quinta-feira, no Rio de Janeiro.
Segundo o documento, 161 casos de violência foram registrados no ano passado - crescimento de 17,52% em comparação com 2015 (137). Em 2014, a entidade contabilizou 129 casos. "O relatório revela que estamos enfrentando uma escalada da violência muito grave contra a nossa categoria. Apesar de todas as intervenções, esperávamos que a violência sofresse uma queda, o que infelizmente não aconteceu", disse a presidente da Fenaj, Maria José Braga.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia