Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 30 de janeiro de 2017. Atualizado às 07h30.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Canadá

Alterada em 30/01 às 08h31min

Ao menos cinco pessoas morrem em ataque a mesquita em Quebec

Atiradores teriam entraram no local durante as orações da noite

Atiradores teriam entraram no local durante as orações da noite


ALICE CHICHE/AFP/JC
Pelo menos cinco pessoas morreram em um ataque a tiros no Centro Cultural Islâmico da Cidade de Quebec, na província de Quebec, no Canadá. De acordo com a agência de notícias Reuters, o presidente da mesquita de Sainte-Foy, Mohamed Yangui, disse que atiradores entraram no local durante as orações da noite. Pelo Twitter, a polícia da capital da Cidade de Quebec confirmou o ataque e disse que "os suspeitos foram presos".
Aos repórteres que estavam no local, Yangui disse não entender a motivação do ataque, o qual classificou de "bárbaro". Ele não estava dentro da mesquita quando os atiradores abriram fogo, mas começou a receber diversas ligações no fim da noite. Segundo a Reuters, Yangui não soube informar o número de mortos e feridos.
O primeiro-ministro de Quebec, Philippe Couillard, também chamou o ataque de "violência bárbara" e expressou solidariedade às famílias das vítimas. No Twitter, o ministro de Segurança Pública, Ralph Goodale, se disse profundamente entristecido pelas mortes e garantiu que o governo do Canadá está monitorando os desdobramentos do ataque.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia