Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 30 de janeiro de 2017. Atualizado às 20h05.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Polícia

Alterada em 30/01 às 21h06min

Justiça prorroga prisão de indiciados pela morte de embaixador grego no Rio

Agência Brasil
O juiz Alexandre Guimarães Gavião Pinto, da 4ª Vara Criminal de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, prorrogou por mais 30 dias as prisões temporárias de Françoise de Souza Oliveira, Sérgio Gomes Moreira Filho e Eduardo Moreira Tedeshi. Os três foram indiciados pela morte do embaixador grego no Brasil, Kyriakos Amiridis, no fim do ano passado. O pedido foi feito pela Polícia Civil. O crime ocorreu na noite do dia 26 de dezembro do ano passado, na casa da vítima, em Nova Iguaçu.
Segundo as investigações, Françoise, esposa do embaixador, teria articulado o assassinato de Kyriakos com o policial militar Sérgio Gomes. O policial ainda teria sido ajudado por Eduardo, que é seu sobrinho. Os três tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça no dia 30 de dezembro.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia