Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 07 de fevereiro de 2017. Atualizado às 16h43.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

ensino superior

16/01/2017 - 23h55min. Alterada em 07/02 às 17h46min

Faculdades ofertam bolsas de estudo pelo Unipoa em Porto Alegre

Seleção dos bolsistas ocorrerá com base nos resultados do Enem

Seleção dos bolsistas ocorrerá com base nos resultados do Enem


JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
Instituições de Ensino Superior com operações em Porto Alegre começam a ofertar vagas para o programa Unipoa, com bolsas de estudo custeadas por incentivos fiscais como a redução do valor do Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS). A Faculdade de Tecnologia (Ftec) abriu a temporada 2017 para alunos que cursam ou vão começam a frequentar graduações.
São vagas ofertadas são para cursos noturnos com bolsas parciais (50% do valor da mensalidade) nos cursos de Comércio Exterior, Gestão Comercial, Gestão da Tecnologia da Informação, Logística, Recursos Humanos e Rede de Computadores. 
O Unipoa, criado em 2010, é realizado em parceria entre a Prefeitura de Porto Alegre e as instituições de ensino. Além da Ftec, Faculdade de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul (Fadergs), Uniritter, Ibgen e Faculdade São Francisco de Assis (Unifin) participam, mas ainda não divulgaram as vagas para 2017.
Para concorrer é necessário que o aluno tenha nacionalidade brasileira, resida em Porto Alegre, tenha completado o Ensino Médio e não possua diploma em outro curso superior. Os candidatos também não devem ter benefício concedido pelo Programa Universidade para Todos (Prouni) e nem estar matriculados em uma instituição de Ensino Superior pública. Para concorrer às bolsas parciais, é necessário ter renda familiar mensal per capita de até três salários mínimos (R$ 2.811,00). No subsídio integral, a renda per capita exigida é de um salário mínimo e meio (R$ 1.405,50).
A seleção dos bolsistas ocorrerá com base nos resultados do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem). Será considerada a maior nota entre as provas realizadas em 2014, 2015 e 2016. As inscrições para concorrer às bolsas de estudo na Ftec devem ser feitas até esta quarta-feira (18) no site da instituição.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia