Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 05 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h31.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança

Notícia da edição impressa de 06/01/2017. Alterada em 05/01 às 22h34min

Ministro da Justiça anuncia ações do Plano Nacional de Segurança Pública

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, detalhou, nesta quinta-feira, as principais ações que deverão integrar o Plano Nacional de Segurança Pública, que terá três eixos centrais. O primeiro objetivo é reduzir homicídios dolosos e de violência contra a mulher. O segundo é o combate integrado à criminalidade. O terceiro é a racionalização e modernização do sistema penitenciário, ponto no qual está prevista a realização de mutirão para a soltura de presos provisórios.
O anúncio do plano estava previsto para o final deste mês, mas, após os desdobramentos do massacre ocorrido no Complexo Penitenciário Anísio Jobim, em Manaus, que deixou 56 mortos, a cúpula do governo decidiu antecipar a divulgação das propostas.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia