Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 29 de janeiro de 2017. Atualizado às 17h15.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

grêmio

Alterada em 29/01 às 18h17min

Grêmio fecha acordo com Hamburgo e Walace viaja para Europa

Negociação movimentará 10 milhões de euros; clube tem direito a 60%

Negociação movimentará 10 milhões de euros; clube tem direito a 60%


LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/DIVULGAÇÃO/JC
Agência Folhapress
Walace está de malas prontas e se transferirá para o Hamburgo. Com a proximidade do fechamento da janela de transferências, o jogador partirá neste domingo (29) para Alemanha, onde realizará exames e assinará com o clube, deixando o Grêmio.
O time acertou-se com os europeus na venda do jogador. A negociação movimentará 10 milhões de euros (R$ 33,6 milhões). Do valor, o clube tem direito a 60%.
Segundo o presidente Romildo Bolzan Júnior, caso a negociação seja confirmada será oficializada no site gremista. A data para isso não deve passar de domingo.
Walace tem 21 anos e atuará pela primeira vez fora do Brasil. Antes do Grêmio, defendeu apenas o Avaí. O jogador se valorizou muito a partir das boas atuações, da medalha olímpica com a seleção brasileira e dos chamados para o time principal do Brasil.
Na última semana, seus empresários já estavam na Europa e foram procurados por uma série de clubes. Mas quem firmou oferta próximo ao valor que o Grêmio pretendia por ele foi o Hamburgo, que persuadiu o clube brasileiro a levar o jogador por conta da necessidade de unir fundos para pagamentos dos custos normais do ano gremista.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia