Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 21 de janeiro de 2017. Atualizado às 14h54.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Futebol

Alterada em 21/01 às 15h55min

Destaque do Brasileirão, atacante Marinho chega à China e recebe camisa do Changchun Yatai

Clube chinês divulgou foto nas redes sociais de seu novo atacante

Clube chinês divulgou foto nas redes sociais de seu novo atacante


Twitter do Changchun Yatai/Reprodução/JC
Especulado em diversos clubes brasileiros nas últimas semanas, o atacante Marinho vai mesmo jogar no futebol chinês. Neste sábado, o empresário dele confirmou o acerto com o Changchun Yatai. Nas redes sociais, inclusive compartilhou imagem de Marinho, já na China, segurando a camisa do novo clube
"Agora é oficial. Obrigado a todas as pessoas envolvidas nesta negociação difícil e mal entendida por muitos. Obrigado à atual diretoria do Vitória. Obrigado à torcida do Vitória. Obrigado ao presidente do Cruzeiro e obrigado 'Papai do Céu'. A verdade sempre vence. Parabéns", postou Jorge Machado no Instagram.
Os direitos econômicos de Marinho estavam divididos entre o Cruzeiro (30%) e o Vitória (50%), que havia adquirido para da porcentagem do time mineiro no ano passado. O agente seria dono dos outros 20%.
Marinho ganhou repercussão nacional quando, ainda no Ceará, em 2015, deu uma entrevista bastante sincera - e cheia de palavrões O vídeo viralizou e o tornou famoso. Seu futebol logo seria reconhecido também, chamando a atenção do Cruzeiro, que o contratou no meio daquele ano.
Em Belo Horizonte, foi reserva e marcou apenas um gol no Brasileirão do ano passado. Emprestado - e depois vendido - ao Vitória, ele deslanchou. Marcou 12 gols no campeonato nacional deste ano e, agora, vai viver sua primeira experiência internacional, aos 26 anos.
Seu novo clube, o Changchun Yatai foi 12º colocado no Campeonato Chinês no ano passado. A equipe conta com os também brasileiros Bruno Meneghel e Marcelo Moreno.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia