Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 30 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h45.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Notícia da edição impressa de 31/01/2017. Alterada em 30/01 às 21h27min

Dólar fecha em queda aos R$ 3,12 com percepção positiva sobre o País

/
O dólar fechou em queda ontem pelo segundo dia consecutivo, no nível de R$ 3,12. Ainda que o ambiente externo tenha contribuído para o movimento, foram fatores domésticos que definiram a intensidade da baixa. O resultado das contas do Governo Central veio melhor que as projeções oficiais e alimentou a confiança no ajuste das contas públicas. Para o mercado, o impacto foi de queda mais intensa do dólar, que já vinha sendo conduzida por expectativas de entrada de recursos no Brasil.
Depois de acumular ganhos de 9,64% em janeiro, a Bovespa cedeu a uma correção, tendo como principal referência a queda das bolsas norte-americanas, em meio aos ruídos envolvendo o presidente Donald Trump. O Ibovespa fechou em queda de 2,62%, aos 64.301 pontos. Ainda assim, contabiliza alta de 6,77% no mês.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia