Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 27 de janeiro de 2017. Atualizado às 18h35.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 27/01 às 19h37min

Após 4 sessões de alta, Ibovespa tem correção e cai 0,24%

A Bovespa interrompeu uma sequência de quatro altas consecutivas e caiu 0,24% nesta sexta-feira (27), aos 66.033,98 pontos e com R$ 6,4 bilhões em negócios. A baixa foi atribuída a uma realização de lucros recentes. No acumulado da semana, a bolsa teve ganho de 2,34%. A presença firme de investidores estrangeiros na ponta compradora foi determinante para o resultado semanal, que levou o Ibovespa ao seu maior patamar em quase cinco anos. Até a última terça-feira, o saldo do capital externo na bolsa brasileira era positivo em R$ 4,8 bilhões.
O dia foi de noticiário escasso, o que manteve as expectativas dos investidores concentradas em eventos futuros. Segundo Pablo Spyer, diretor da Mirae Asset, o ponto que chamou mais atenção foi o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos no quarto trimestre de 2016, que ficou aquém do esperado e colocou em dúvida algumas convicções, como a do aperto monetário naquele país. O Federal Reserve decide sobre os juros dos EUA na próxima semana. "A bolsa brasileira teve uma leve correção, alinhada com a tendência de baixa dos mercados de ações dos Estados Unidos e Europa", disse Spyer.
Entre as ações que foram alvos de realização de lucros no mercado doméstico estiveram as relacionadas a bancos, que acumulam ganhos significativos em janeiro. Banco do Brasil ON teve baixa de 1,91% e Itaú Unibanco ON recuou 0,52%. Já os papéis da Petrobras cederam 1,78% (ON) e 1,14% (PN), acompanhando principalmente a queda dos preços do petróleo.internacionais.
Já as ações da Vale alternaram altas e baixas durante todo o dia, mas terminaram no azul. Os papéis da mineradora têm figurado entre os alvos preferenciais dos investidores estrangeiros nos últimos dias, beneficiados pelas altas das commodities metálicas e pela expectativa de aquecimento econômico em mercados estratégicos. Vale ON e PNA subiram 0,30% e 0,69% no dia. Ambas acumulam altas superiores a 30% em janeiro.
Entre as ações que compõem o Ibovespa, as maiores baixas ficaram com as exportadoras Suzano PNA (-3,89%) e Fibria ON (-2,72%), em sintonia com a queda do dólar, que impacta negativamente suas receitas. Já Usiminas PNA avançou 2,98% e liderou as altas do índice.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia