Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 06 de janeiro de 2017. Atualizado às 14h16.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura internacional

Alterada em 06/01 às 15h18min

Confiança do consumidor do México recua em dezembro ante novembro

A confiança do consumidor do México recuou 0,1% em dezembro na comparação com novembro, além de cair 7,8% na comparação anual. O mês passado no país foi marcado pelo salto iminente nos preços da gasolina, mas também por uma pouco usual elevação no salário mínimo. As duas coisas acabaram por ocorrer no sábado, último dia do ano passado.
A confiança está próxima das mínimas em quase sete anos, apesar do emprego e do consumo em patamares robustos em 2016. Os consumidores mexicanos, porém, tendem a estar pessimistas. Em uma escala de 1 a 100, onde o nível de 50 separa o otimismo do pessimismo, o patamar mais alto atingido nos 15 anos da pesquisa foi 47,7 e o mais baixo, 32,6. A média em todo o período é de 39,5. A leitura de dezembro estava em 35,5. Fonte: Dow Jones Newswires.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia