Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 06 de janeiro de 2017. Atualizado às 07h51.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 06/01 às 08h52min

Bolsa de Tóquio fecha em baixa, com montadoras pressionadas por tuíte de Trump

A Bolsa de Tóquio fechou em leve baixa nesta sexta-feira, com as ações de montadoras pressionadas após o presidente eleito dos EUA, Donald Trump, criticar a Toyota no Twitter.
O Nikkei caiu 0,34%, a 19.454,33 pontos, depois de registrar queda semelhante no pregão anterior. Ao longo da semana, porém, o índice japonês acumulou valorização de 1,78%.
Na segunda-feira (09), o mercado japonês não vai operar devido a um feriado nacional.
Em tuíte publicado ontem, Trump ameaçou cobrar um imposto adicional da Toyota se a montadora japonesa seguir adiante com planos de construir uma fábrica no México.
Os papéis da Toyota encerraram a sessão em Tóquio em baixa de 1,69%. Já a Mazda, que depende fortemente da produção no México, recuou 3,17%. Ainda no setor automotivo, Mitsubishi, Honda e Suzuki caíram 2,64%, 1,91% e 0,23%, respectivamente.
A varejista Fast Retailing, por sua vez, sofreu um tombo de 6,7% depois de divulgar um fraco resultado de vendas relativo a dezembro.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia