Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 02 de janeiro de 2017. Atualizado às 17h39.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 02/01 às 18h39min

Dólar à vista sobe aos R$ 3,28 com exterior, correção e cautela

O dólar à vista subiu ao nível de R$ 3,28 nesta segunda-feira (2), com ajustes de posições antes da retomada dos negócios nos Estados Unidos.
Em um dia de baixa liquidez, a divisa norte-americana avançou à máxima de R$ 3,2879 (+1,10%) antes de encerrar, já com alguma acomodação, aos R$ 3,2812 (+0,89%).
De acordo com operadores consultados pelo Broadcast, os investidores ajustaram suas carteiras no período vespertino e assumiram posições mais defensivas. Amanhã, os mercados norte-americanos voltam à ativa depois da pausa nesta segunda-feira para as comemorações de ano-novo.
No segmento futuro, a busca por proteção se traduziu numa elevação de 1,05%, aos R$ 3,3145, no dólar para fevereiro. Na máxima, o contrato marcou R$ 3,3160 (+1,10%).
O avanço da moeda dos EUA por aqui foi destaque entre outros mercados emergentes. Ainda que os movimentos estivessem alinhados, o ganho do dólar foi mais acentuado ante o real por causa de correção em movimentos recentes.
Nesta segunda-feira, o volume de negócios foi baixo, o que potencializou o efeito nas cotações cambiais de saídas pontuais de recursos ao longo do dia. De acordo com dados registrados na BM&FBovespa, o giro no mercado à vista somou US$ 1,889 bilhão. Já as negociações com o dólar para fevereiro totalizaram apenas US$ 6,505 bilhões.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia