Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 23 de janeiro de 2017. Atualizado às 21h48.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Notícia da edição impressa de 24/01/2017. Alterada em 23/01 às 21h46min

Theatro Guarany

A música de concerto invade a capital nacional do doce, Pelotas

A música de concerto invade a capital nacional do doce, Pelotas


FLAVIO NEVES/DIVULGAÇÃO/JC
A música de concerto invade a capital nacional do doce, Pelotas. Já consolidado no calendário cultural da cidade, o Festival Internacional Sesc de Música tem mobilizado grande público em vários pontos, incluindo o histórico Theatro Guarany (foto), que tem registrado lotação máxima diária em todas as apresentações do evento. O Sesc/RS estima receber mais de 30 mil pessoas até sexta-feira, final do evento.

A rotina da violência

Parece que é só uma questão de tempo até todos entrarem nas estatísticas. Resta à população se adaptar a esse ambiente para sobreviver. Depois de ser assaltada na manhã de domingo, a tradicional Banca da República resolveu abrir e fechar mais cedo a partir de agora. Funcionará das 8h às 19h30min, de segunda a sábado, e das 9h às 17h nos domingos e feriados.

Dois em um

Cinésio Bandok consegue extrair um som interessante num dois em um (bandolim e violão)
Cinésio Bandok consegue extrair um som interessante num dois em um (bandolim e violão)
ESPECIAL/JC
Parte dos artistas da Rua dos Andradas está lá há um bocado de tempo. Há os que vem e vão, mas de vez em quando aparece uma novidade. Cinésio Bandok consegue extrair um som interessante neste dois em um, um bandolim e um violão. É o tipo da música que faz muita gente se sacudir quando passa por ele.

Faixa de risco

A propósito da irresponsabilidade de alguns ciclistas que trafegam a toda em cima das calçadas, leitor conta que não é diferente na avenida Beira-Rio. Em vez de usar as faixas exclusivas para bikes, alguns usam a pista dos veículos em manobras de costura que colocam todos em risco. Como já disse um executivo alemão, no Brasil falta fazer tudo.

Revolução virtual

Novas tecnologias como simuladores com realidade virtual e impressoras 3D tem revolucionado o treinamento médico, um mercado em expansão. Patrícia Ribeiro, do Instituto SimuTec, de Porto Alegre, está participando de treinamento na unidade da 3D Systems, no Colorado, Estados Unidos.

De olho no canudo

Todas as lojas do Shopping Total que tem algum produto ou serviço relacionados com formaturas estão envolvidas em promoção com este tema. Não por nada. As formaturas representaram 9% do total de festas realizadas no País em 2015 e se somaram aos R$ 16,8 bilhões que os eventos deste tipo movimentaram no Brasil, de acordo com a Associação Brasileira de Eventos (Abrafesta).

Festival de Washington

Edição extra do Festival de Publicidade de Gramado realizada nos anos pares no exterior já está agendada para 2018 na embaixada do Brasil em Washington, que tem como embaixador Sergio Amaral. O diplomata já esteve no Festival em 1999 e o levou para Paris na embaixada do Brasil, em setembro de 2004 - teve até a presença do então governador Germano Rigotto (PMDB).

O Livro dos Cadês

Cadê a ideia de colocar o nome das ruas conforme a população a denomina, como Borges de Medeiros, Nilo Peçanha? E por falar nisso, cadê as placas de ruas que a cidade tanto precisa? E cadê o plano da obrigatoriedade da colocação do número bem visível e de fácil leitura nos prédios e residências?

A dor ensina a gemer

Donald Trump prometeu durante a campanha que vai deixar a Europa por conta própria, e isso inclui a participação norte-americana na Otan. Então, os europeus se sentem órfãos. Putin gostaria de ser o novo Estados Unidos do Velho Continente, mas a Rússia está quebrada. Então, só resta uma saída: a Europa se fortalecer e ela própria ser os Estados Unidos.

Falta de crédito

O "usar" em vez do "ter" é tendência, mas ainda longe do desejo geral. Pesquisa do SPC Brasil e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas sobre consumo da juventude no curto prazo mostra que carro e moto ainda são objeto de desejo de consumo (35%), seguindo-se viagens (26%) e faculdade (22%). O que salta aos olhos na pesquisa é a falta de dinheiro e, lógico, de crédito.

Miúdas

MENSAGENS publicitárias gravadas para telefones fixos de manhã cedo são o cúmulo do desrespeito.
ALÉM do repulsivo cheiro de cigarro, o ar também está impregnado do repulsivo cheiro de maconha.
POLÍCIA monitora jovens que organizam pichações via redes sociais. Em
São Paulo.
PARA cobrir eventos relacionados à contabilidade, o Sescon-RS criou a TV Sescon-RS disponível no YouTube.
SE um extraterrestre descesse aqui hoje, pensaria que Donald Trump é o presidente do Brasil.
QUEM com ferro fere não sabe o quanto que dói (provérbio paulista).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia