Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 20 de dezembro de 2016. Atualizado às 10h30.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

reestruturação do estado

20/12/2016 - 08h26min. Alterada em 20/12 às 11h31min

Na madrugada, Assembleia aprova três projetos do pacote de Sartori

Primeiros projetos foram aprovados após 13 horas de discussões

Primeiros projetos foram aprovados após 13 horas de discussões


Vinicius Reis/Agência ALRS/JC
Em votação que adentrou a madrugada, deputados estudais aprovaram três projetos do pacote de reestruturação do Estado proposto pelo governo de José Ivo Sartori. O primeiro dia de votação encerrou por volta da 3h da madrugada desta terça-feira (20). Após 13 horas de discussão, foram votadas a reestruturação da AGDI, redução de secretarias, e a cedência de servidores da segurança.
A redução no número de pastas foi aprovada por 38 votos a favor e 14 contra. Entre as mudanças, a secretaria da Cultura será anexada a Esporte e Lazer e Justiça e de Direitos Humanos ficará com a pasta Trabalho. Com a reestruturação, o número de secretarias cai de 20 para 17.
O projeto de regulamentação da cedência de servidores da segurança para outros poderes foi aprovada por unanimidade, com 52 votos, encerrando as votações do dia.  
Já era 1h da madrugada quando os parlamentares tinham aprovado apenas o primeiro projeto: a extinção da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção de Investimento (AGDI), cuja estrutura será incorporada à Secretaria-Geral de Governo. 
A medida passou com o placar de 36 votos favoráveis e 17 contrários. Segundo o líder do governo na Assembleia, deputado Gabriel Souza (PMDB), a extinção da AGDI vai gerar uma economia de R$ 3 milhões ao ano, "porque estamos extinguindo 12 cargos de altos salários, de valores de R$ 25 mil, R$ 30 mil por mês".
A sessão que dá continuidade às votações será retomada às 14h de hoje. Em reunião às 13h, os líderes das bancadas definem a ordem das pautas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia