Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de dezembro de 2016. Atualizado às 18h40.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Reestruturação do Estado

15/12/2016 - 19h34min. Alterada em 15/12 às 19h40min

Servidores da TVE farão greve na semana de votação do pacote de Sartori

Funcionários decidiram que vão parar entre segunda e sexta-feira da semana que vem

Funcionários decidiram que vão parar entre segunda e sexta-feira da semana que vem


Douglas Roehrs/Divulgação/JC
Os servidores da Fundação Cultural Piratini, que abrange TVE e FM Cultura, decidiram entrar em greve para protestar contra o pacote do governo estadual que prevê a extinção da instituição. A assembleia dos funcionários ocorreu, na tarde desta quinta-feira (15), na sede da TVE, no Morro Santa Tereza, zona sul de Porto Alegre.
A paralisação é prevista para segunda-feira (19) a sexta-feira (23). A plenária extraordinária foi convocada pelos sindicatos dos Jornalistas Profissionais e o dos Radialistas do RS. Um grupo definirá com a direção da emissora como será a grade da programação na próxima semana, mantendo um mínimo de atividades no estúdio. 
A presidente da Fundação Cultural Piratini, Isara Marques, foi comunicada nesta quinta. Segundo as entidades, a expectativa é de se reunir com a direção da instituição. Os funcionários farão vigília na Praça da Matriz, unindo-se aos demais servidores de fundações ameaçadas de extinção. A votação dos Projetos de Lei (PLs) é esperada para o dia 22.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia